1 de maio de 2011

Por Mim



Me revolta o amor latente,
a submissão, a entrega
e o que mais for decorrente.
E mesmo sendo amor
a minha revolta não é obediente.
Não reclamo e amo,
não sou diferente,
não há diferenças.
É amor e pronto.
Mas não basta,
eu preciso ir além
por você e mais ninguém.

10 comentários:

Anônimo disse...

Hola muy bonito blog! Hombre .. Hermosa .. Increíble .. Voy a tu favorito y tomar la alimenta también ...

Sandro Ataliba disse...

Cada amor é um, é único, e precisa ser inteiro para ser de fato.
Abraço

Jasanf disse...

Lindo poema. Resumo em "é amor e pronto". Abraço,
Jasanf.

Diandra disse...

Oi meu amigo, saudades de vc, desculpa o sumiço, estou com muito trabalho e coisas da faculdade, correria pura, e enjoei de blog....bjo e boa semana, obrigada pelo carinho!!

Anônimo disse...

é legal porém entediante

Thaís Alves disse...

Muito bonito, o amor verdadeiro precisa de tamanha entrega. Beijos!

Karine disse...

É preciso se doar por inteiro ao amor para sentir tudo que ele proporciona.
Quando é amor, tudo vale a pena, e na plenitude da entrega o ir além nunca será carência.
Obrigada pelas palavras e pelo carinho!
Boa quarta-feira!!

Anônimo disse...

É isso aí anjo das palavras bem colocadas, sua musa inspiradora um dia retribuirá esse amor representado em poesia, e merece ser amado por ela de igual para igual. Você escreve lindamente. Porém eu, palhaço, grão de areia,me despedi de blogs e logo também da net.
Aos poetas apenas devo dizer que siga esse caminho errante, pois quem compreende um poeta é sábio, então sábio sois.
cuide-se bem
fique com as bençãos de Deus

Wanderson Souza disse...

Gostei do poema, mas eu nao sou muito bom em interpreta-los...




http://comofaizz.blogspot.com/

Fernand's disse...

"o amor é"
[e ponto final]



=)

bjsmeus