13 de abril de 2011

Sujeito


Disfarce momentâneo,
resultado de perdas e ganhos.
Muita beleza envolvida,
olhos furiosos e discrição.
Histórias forjadas
e muita sujeira varrida
pra de baixo do tapete.
Velocidade, drogas e sexo!
Loucura instantânea,
cores vibrantes e piscantes.
A noite como a eternidade,
vestimentas em uso
e uma série de sentimentos confusos.
O último uísque como saideira.
Insanidade retida assim como
a calada da noite.

(...) Assim espera a moça correta,
debruçada na janela,
que esqueceu o poeta
e espera o seu motoqueiro errante
das noites mais inebriantes.

6 comentários:

Jéssica disse...

Adorei seu blog, sempre irei comentar suas postagens, estou seguindo seu blog, segue o meu..
bjus

Sandro Ataliba disse...

Acho que "correta" não seria muito bem a palavra. :)
Abraço

Thaís Alves disse...

E pq a espera tem que ser algo ruim, né? Beijos!

lela disse...

a palavra certa seria emoção...é o que senti quando olhei seu blog.
é incrível a sensação quando vc faz algo com o coração...muito lindo
beijos...

d. bohn disse...

to te seguindo segue eu tbm!

http://euachoqueusimplesmentenaosei.blogspot.com/
e
http://maiseducacaocleonicebragafonseca.blogspot.com/

Wanderson Souza disse...

já clicquei nos anuncios
sempre q passar por aki darei uma clicada,
ja estou te seguindo!!!!!!!!
se pudesse retribuir ficarei imensamente grato.
Fik aki o convite, vlw...
http://comofaizz.blogspot.com/