20 de março de 2011

Antiquado


Hoje sou apenas mais um cara
com a barba por fazer,
mas no fundo ainda sou o mesmo menino
que esta aprendendo a caminhar.

Talvez o sorriso não seja o mesmo,
é sempre inconstante,
mas ainda sim é um sorriso.

Eu sou uma mutação vista por seus olhos,
sentimento este que é mútuo.

Meu único arrependimento foi das palavras,
tanto as ditas, quanto as não ditas.
Merecidas, estarrecidas e malditas.
Mas me perdoem,
palavras são sempre palavras.
Pior seriam se fossem promessas.

Hoje sou assim!
Amanhã me reescrevo!

3 comentários:

Thaís Alves disse...

É isso mesmo, a vida é feita das constantes mutações e o melhor é ainda poder se fazer "menino" para poder aprender com elas e melhorar com elas. Arrependimentos sempre existirão, mas assim como as lembranças lindas de cada momento bom.

Olá querido, que bom ver que voltou a postar... Estou aos poucos me atualizando nos blogs amigos tbm, fiquei feliz quando vi que já estava por aqui de novo! :) E queria agradecer o comentário que você fez no blog do Sandro hoje. Muito emocionante. Beijos!

Wanda disse...

Anjo, costumo dizer que palavras são expressões momentaneas. É uma conversa que temos com nós mesmos. Quando mudamos sentimentalmente, elas mudam junto conosco!
Estava fazendo falta :)
beijinhos distraídos!

Sandro Ataliba disse...

No mundo, é o hoje que importa.
Abraço