9 de dezembro de 2010

Engano meu


Quem sou?
Poeta...
...não, não, não...
...sou anjo,
oitavo para ser mais exato.
Uns não concordam,
e eu concordo com eles.
Ora Affonso,
ora Anderson,
não interessa
ou não convém.
Não há discursos.
Ninguém me detém.
Não tenho planos,
nem cartas na manga,
nem trunfos.
Apenas levo comigo
o mesmo sorriso
repleto de erros.
Se eu fosse música?
Não haveriam rimas,
sequer haveriam palavras.
Sou palhaço, peralta,
e disso ninguém duvida.
Duvido eu,
duvido sempre.

4 comentários:

A Bailarina disse...

Vc é o Andy! Um poeta que hora se faz presente, hora desaparece. Mas continua sempre encantando os olhos de quem passa por esse espacinho cheio de pensares e dizeres.

Beijos.

P.s: Obrigada pelos selos. =*

Fernanda Ribeiro disse...

Olá, gostei daqui, estou seguindo. Se der dê uma passada pelo meu. Obrigada.

vecandy disse...

muito bom, estou seguindo aqui, se der segue lá também?

Beijo

Nathalia Nicolosi disse...

Olá, Anjinho!
Muito obrigada pelo outro selinho. :-)
E discordo de uma coisinha da sua postagem. Sim, você é um poeta e eu sou sua fã! (rs)
É incrível como você é sensível com as letras. Adoro tudo aqui.

Um beijo, querido!