3 de outubro de 2010

Ultimato



Ousada ao ponto de calar meus lábios com um único dedo e me colocar contra parede.
"- E se a porta fechar?" Pergunta ela.
Seria tão simples agir por impulso e colocar tudo a perder.
Só que há um mundo lá fora onde uma pessoas prevalece.
É por esta pessoas que renego meus instintos, não quero casos as escuras, quero o amor que a mim foi prometido, quero antes de tudo sentimentos sinceros e não besteirinhas ditas ao pé do ouvido.

Nenhum comentário: