22 de agosto de 2010

Oposição

A morte infringe a vida.
As palavras tem duas ou mais vogais.
Tem gente que fecha os olhos
para não ver o tempo passar.
A vida imita,
emite sons
e representa.
É teatro mudo,
mundo estranho.
Papéis pequenos e coloridos.
Sombras hepáticas
e estampas gritantes.
Vozes por muitas vezes
silenciáveis.
Muda tudo,
muda o mundo.
Mais tarde traga-me o que puder.
Poder e metástase,
contrariedade,
contorno.