28 de março de 2010

Coração acometido

Alguém roubou meu coração!
Será? Não acho que não!
Mas onde esta ele?
Aqui dentro do peito só tem uma pedra.
É isso mesmo: Uma Pedra!
Alguém substituiu meu coração por uma pedra!?
Isso só pode ser brincadeira.
Mas não é!
No lugar do coração eu tenho uma pedra!
Talvez isso explique o peso que eu sentia dentro de mim,
e também as muitas vezes que não compreendi o amor.
Não que eu nunca tivesse amado.
Mas agora esta tudo muito diferente.
Faz falta aquela paixão de infância,
sabe aquela que amolecias as pernas,
confundia as palavras,
que fazia com que a saudade fosse um sentimento tão doloroso.
Borboletas no estômago? Lembrou?
Pois é!
Acho que isso era reflexo da inocência quando criança.
Eu quero um amor, mas antes de tudo eu quero amar.
É simples assim e ao mesmo tempo complicado demais.
Eu quero a sorte de um amor verdadeiro.
Quero sonhos e realizações.
Quero alguém disposto a quebrar esta pedra
que ocupa espaço no meu peito.
Quero voltar a amar!

21 de março de 2010

Caminhos...

Os caminhos podem ser sujos, confusos e assustadores...
...mas isso não significa que você esteja indo na direção errada.

13 de março de 2010

"...chega de histórias de amor, fatos consumados, distinção, ódio ou qualquer sentimento parecido. Chega de tentar prever o futuro, a imaginação só deve ser usada na complementação de livros, já o resto, esse sim é bobagem.
É preciso viver sem pressa de chegar á um objetivo.
Não durma, deixe o sono chegar até você.
Não cresça, deixe que o tempo se encarregue disso.
Não sonhe, deixe que as realizações batam á sua porta.
A vida é feita de atos pensados, tudo que vem depois é consequência..."