13 de setembro de 2009

Espontâneo


Queria neste momento

ser um anjo,

para voar até o sétimo andar.

quebrar a tua vidraça

e te acolher e minhas assas.

Aguardar a chuva passar,

e deixar os pingos escorrerem pela janela.

Passar noites em claro,

deitados e nus

no terraço do teu prédio.

Assistir estrelas

junto a imponente lua

que estará refletida

nos teus olhos azuis.

Seus cabelos ondas parecerão,

suaves serão as palavras

que saem da tua boca,

como se sua alma estivesse

sendo entregue a mim.

Gritarei aos quatro cantos

que Deus criou o anjo

mais perfeito, e mais belo.

E que a lua foi testemunha

desta história de amor.

Um comentário:

Gabriela Maria disse...

uma história de amor assim e nada é em vão.

obrigada pelas visitas e comentários no meu blog. de verdade.