30 de agosto de 2009

O SONHO OPOSTO


















É como quem conjura a liberdade,


é como quem traz, assim como o vento,


um leve sentimento


que contorna a alma


e sobre tudo, o esperado.


Sobre o sol e uma lua.


Sobre a cama, sobre a rua.


Distante e obscuro.


Transparente e inseguro.


Mas não deixe a vida transparecer,


Não deixe a verdade surgir,


Não deixe de amar e sorrir.


Pois tudo acaba para um novo recomeço,


E só então:


Liberdade é uma aprisionada,


O sentimento é deixado para trás,


a alma continua pequena,


o sol e uma lua já não se escondem,


uma cama e uma rua já não se encontram,


a vida supera a morte,


a mentira vira verdade


E você deixa muita coisa de lado,


Só para acordar de um sonho.


Sonho que eu sonhei!




A.A. Schmitt Paiz


Um comentário:

Palavras Soltas disse...

Anjo, que poema!!!! minhas palavras não seriam o bastante para definir, então busquei na lembrança uma música que me ligou ao poema ou o poema me buscou a música, enfim...:
"Cuida De Mim
(Fernando Anitelli)
{O teatro mágico}
Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer as vezes que às vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo
Tanto faz não satisfaz o que preciso
Além do mais, quem busca nunca é indeciso
Eu busquei quem sou;
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto finjo, enquanto finjo.

Basta as penas que eu mesmo sinto de mim
Junto todas, crio asas, viro querubim
Sou da cor, do tom, sabor e som que quiser ouvir
Sou calor, clarão e escuridão que te faz dormir
Quero mais, quero a paz que me prometeu
Volto atrás, se voltar atrás assim como eu.

Busquei quem sou
Você, pra mim, mostrou
Que eu não estou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto finjo, enquanto finjo."